terça-feira, 3 de janeiro de 2012

A Magia dos Dragões - parte 1

Hoje, muita gente não duvida mais da existência de coisas que a ciência renega: a vida após a morte, espíritos, poltergeists, os sentimentos e emoções dos animais, a vida em outros planetas etc...

Na hora em que abrimos nossa mente, ela não consegue mais voltar a ser do mesmo tamanho. Quando percebemos que dragões existem e podemos voar e dançar com eles, nossa mente nunca mais consegue voltar à mesma pequenez.

O motivo de dragões surgirem em histórias e lenda de lugares e épocas totalmente diferentes é muito simples. Eles existem, sempre existiram, mas não vivem no nosso plano. Este plano, em que vivemos, chamado de plano físico, mistura-se com outros planos, outras dimensões, o que nos permite, eventualmente, ver e interagir com habitantes extradimensionais.

Muita gente tem medo dos dragões pelo mesmo motivo que tem medo de bruxas: dois mil anos de propaganda negativa. Procure-se desvencilhar desses conceitos caducos. Procure ir mais além, dar um passo além, abrir os olhos e despertar uma asa. Anule toda a programação negativa que você já recebeu, não só sobre dragões, mas sobre um monte de outras coisas que só fizeram você ficar estagnado.

Seja livre! Não dá pra chegar a Lua com os pés grudados no chão!

O estudo da Magia dos Dragões é ainda raro, especialmente no Brasil, onde poucos grupos e raros estudiosos solitários se dedicam a essa parte esquecida da magia. Mesmo assim, hoje, cada vez mais pessoas podem ver e ouvir dragões também. Existem livros, filmes e desenhos animados excelentes sobre o tema, como Eragon e Como Treinar o seu Dragão. Espantadas, as pessoas perguntam se o dragão é um espírito disfarçado ou um elemental. Elas não sabem que dragões existem, acreditam que pode ser qualquer outra coisa, menos um dragão. A escassez de material sobre o assunto também contribui para que os dragões continuem sendo apenas lendas.

Lendas são verdades esquecidas. Mais dragões estão sendo vistos agora porque está na hora de nos lembrarmos. Está na hora de nos lembrarmos de um monte de coisas. Os portais estão se abrindo e vale a pena tentar fazer contato com esses fantásticos, cuja amizade vale muito mais do que ouro.

Por Eddie Van Feu



Fonte: Almanaque Wicca 2012

Um comentário:

Unknown disse...

Espero ansiosamente pela parte 2, eu achei essa matéria interessante igual a que fala sobre os celtas...